Prefeitura Municipal de Nova Venécia

Estrutura metálica da nova passarela já está em Nova Venécia

passarela2Cerca de 20 toneladas que vão compor a estrutura do piso da nova passarela chegaram a Nova Venécia na manhã desta quinta-feira, 24. As peças vieram em pedaços de 12 metros quadrados e serão pré-montadas no chão para compor a peça única de 80 metros quadrados, de acordo com informações da engenheira da empresa responsável pela obra, AMR Construtora, Lívia Roccon Zucchi.

Na semana que vem, chegará o restante da estrutura metálica que vai compor a nova passarela de Nova Venécia. Enquanto isso, as obras da nova passarela continuam com a fase de concretagem que já começou na Avenida Vitória. Além disso, dois pilares de sustentação já foram cravados no solo a uma profundidade de mais de 11 metros. Com a chegada de toda a estrutura metálica, será feita a montagem do piso da passarela.

Nova passarela - Com uma construção moderna e arrojada, a nova passarela terá 81 metros de comprimento com 5,80 de largura. A estrutura será suspensa, em forma de arco. Com base no projeto, foi especificada a execução da passarela em estrutura de aço com tabuleiro e estruturas de fundação em concreto armado.

A superestrutura é composta de dois sistemas principais: o arco superior e a estrutura inferior também em arco que são interligadas através de tiras de aço em forma de tubo.

O projeto foi desenvolvido a partir de um programa básico de necessidades, atendimento às normas de acessibilidade, apelo e arrojo visual e compatibilização com cotas de cheia observadas no local e com dados hidrológicos.

Além da parte estrutural, o projeto contempla ainda a parte paisagística, com bancos, e iluminação com lâmpadas LED, o que garante mais eficiência, beleza e economia. A passarela também terá faixa de pedestre e ciclovia.

A passarela Giuseppe Dall’orto interliga a Avenida São Mateus à Avenida Vitória e facilita o acesso dos pedestres de uma parte a outra da cidade, cortada pelo rio Cricaré.

Em dezembro de 2013, a antiga passarela da cidade foi destruída pela grande enchente que atingiu vários municípios do Espírito Santo.

O valor da obra é de R$ 3,7 milhões com recursos provenientes do Ministério da Integração Nacional e contrapartida do município.