Prefeitura Municipal de Nova Venécia

HPV: vacinação começa nesta segunda (10) nas escolas e unidades de saúde

A vacinação contra o HPV, destinada exclusivamente às meninas, terá início nesta segunda-feira (10) e vai até o dia 10 de abril. Em Nova Venécia, a meta é vacinar 1.240 meninas. Ao todo, cada adolescente receberá três doses: a segunda deve ser aplicada seis meses depois da primeira e a terceira, cinco anos após a dose inicial. Em 2015, a faixa etária visada será a de 09 a 11 anos e, a partir de 2016, as pré-adolescentes com 09 anos passarão a ser beneficiadas.

 De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a ação será feita nas escolas (públicas e particulares) onde estudam meninas na faixa etária especificada como forma de melhor abranger o público alvo. As unidades de saúde municipais “Ângelo Piassarolli”, bairro Altoé, bairro Rúbia e do patrimônio do XV, Cristalino e Cedrolândia também atenderão quem não receber a dose no colégio.

 A imunização é uma medida eficaz na prevenção de diversos tipos de lesões e cânceres causados pelo vírus, principalmente o de colo de útero. No Espírito Santo, a estimativa é que sejam contempladas 91,8 mil adolescentes de 11 a 13 anos, segundo o Ministério da Saúde (MS).

 O HPV pode acometer tanto mulheres quanto homens, contribuindo para o surgimento de câncer de vagina, ânus, vulva, pênis, além de causar verrugas genitais. A vacinação das adolescentes antes do início da vida sexual tem melhor resposta na proteção e ajuda a quebrar a cadeia de transmissão, já que aproximadamente 95% dos casos da doença são transmitidos por esse meio. Portanto, a ação terá impacto na redução de lesões em ambos os sexos. A vacinação é uma ferramenta de prevenção, mas não substitui o rastreamento do câncer através do exame preventivo. Da mesma forma, a vacina não confere proteção contra outras doenças sexualmente transmissíveis e, por isso, a importância do uso do preservativo.

 HPV - Existem mais de 150 tipos de HPV (papilomavírus humano). A vacina oferecida gratuitamente pelo SUS protegerá contra quatro tipos - dois deles são responsáveis por verrugas genitais e os outros dois relacionados ao aparecimento de aproximadamente 70% dos casos de câncer de colo de útero gerados pelo vírus.

 Contraindicações: gestantes, pessoas que apresentam hipersensibilidade a algum componente da vacina, com história de hipersensibilidade imediata grave à levedura e quem já apresentou reação grave à dose anterior da vacina contra o HPV adquirida na rede particular.