Prefeitura Municipal de Nova Venécia

Programa de Aquisição de Alimentos beneficia famílias em Nova Venécia

Programa de Aquisição de Alimentos beneficia famílias em Nova Venécia

Toda semana, cerca de 300 famílias são beneficiadas pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), desenvolvido pela Secretaria Municipal de Assistência Social de Nova Venécia. A entrega dos alimentos é realizada nas quartas-feiras, das 7h às 11h e das 13h às 17h.

Para contar com o benefício, os membros das famílias precisam estar cadastrados na Assistência Social ou serem beneficiários do programa Bolsa Família.

Ampliação

Em 2016 apenas entidades registradas junto ao Conselho de Assistência Social recebiam as doações. Neste ano, o PAA foi estendido também a famílias de Nova Venécia.

O Programa conta com a participação de 15 produtores vinculados à Associação de Água Limpa e 11 produtores da Associação de Santo Isidoro, que fornecem alimentos toda semana. Cada produtor pode entregar até R$ 8 mil reais em alimentos por mês.

Além de ajudar famílias venecianas, a iniciativa também colabora para a manutenção do agricultor no interior, evitando o êxodo rural, além do importante fator social de proporcionar uma alimentação mais completa aos que mais precisam.

Investimento

O investimento mensal do Programa gira em torno de R$ 200 mil mensais. O valor é destinado para a aquisição de produtos como: melancia, mamão, coco verde, coco seco descascado, laranja, limão, banana, abóbora, quiabo, pepino, mandioca, batata, fruta pão, maxixe, taioba, arroz, entre outros alimentos.

O PAA é uma parceria entre o Incaper, que organiza, fiscaliza e gerencia o projeto, Secretaria de Ação Social de Nova Venécia, que faz a fiscalização e distribuição dos alimentos e Secretaria Municipal de Agricultura, que colabora com o transporte dos produtos do interior até as instituições beneficiadas.

A finalidade do PAA é incentivar a agricultura familiar, o consumo e a valorização dos alimentos produzidos por pequenos agricultores, promover o acesso à alimentação balanceada e de qualidade para pessoas em risco de insegurança alimentar, promover o abastecimento alimentar por meio de compras governamentais de alimentos, constituir estoques públicos de alimentos produzidos por agricultores familiares, apoiar a formação de estoques pelas cooperativas e demais organizações, fortalecer circuitos locais e regionais e redes de comercialização, promover e valorizar a biodiversidade e a produção orgânica dos alimentos e estimular o cooperativismo e o associativismo.