Prefeitura Municipal de Nova Venécia

Mais sete Agentes de Desenvolvimento para impulsionar políticas municipais em Nova Venécia

Mais sete Agentes de Desenvolvimento para impulsionar políticas municipais em Nova Venécia

Mais sete servidores da Prefeitura de Nova Venécia participaram, entre os dias 14 e 18 de agosto, da Etapa Básica de Formação do Agente de Desenvolvimento. O objetivo é inserir esses profissionais junto a outros dois agentes que já atuam na articulação de ações públicas para promoção do desenvolvimento local e territorial, por meio de atos locais ou comunitários.

O curso está diretamente relacionado a uma estratégia de desenvolvimento já experimentada e consolidada em Nova Venécia. O papel do agente é fundamental para o desenvolvimento do município, causando uma repercussão econômica e social transformadora.

Na última quinta-feira (31), o prefeito de Nova Venécia, Lubiana Barrigueira, recebeu os analistas do Sebrae, Mario Roberto Barradas da Silva e Ivair Segheto Junior, onde foram apresentados os novos agentes.

Na oportunidade, Barrigueira falou da boa experiência em já ter agentes de desenvolvimento no quadro do município. “Ganhamos vário títulos de reconhecimento e hoje Nova Venécia é destaque em vários segmentos. Atribuo grande parte desse sucesso à figura do Agente de Desenvolvimento. Um exemplo disso é o crescimento que tivemos na legalização de microempresas. É geração de emprego e renda”, afirmou Barrigueira.

Segundo o analista Mario Roberto Barradas da Silva, é importante que se entenda a função do agente. Para ele, o AD não é somente um funcionário da prefeitura que está ali preocupado, por exemplo, apenas com a formalização e o registro do Microempreendedor Individual (MEI). Ele também não é um preposto do Sebrae para ajudar na disseminação dos treinamentos e consultorias nem um atendente. “A função é se adentrar na estrutura da máquina pública para desenvolver o município. Ele tem que ser articulador de políticas públicas e bons projetos econômicos locais, para ajudar a gerar o progresso”, ressaltou.

A reunião também contou com a participação de secretários municipais e servidores da prefeitura.

Criação da figura do Agente de Desenvolvimento

A Lei Complementar 128/2008 criou a figura do Agente de Desenvolvimento como forma de fomentar as Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais, fortalecendo o desenvolvimento econômico da cidade, gerando trabalho e renda, para que a aplicação dos recursos alocados pela Administração venham a circular dentro do próprio município.