Prefeitura Municipal de Nova Venécia

Caminhada contra o suicídio em Nova Venécia

Caminhada contra o suicídio em Nova Venécia

A manhã desta terça-feira (04) foi marcada por um grande movimento de combate ao suicídio pelas ruas de Nova Venécia. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, junto com o Hospital São Marcos, realizou uma caminhada de mobilização para a prevenção ao atentado contra a própria vida. A ação também contou com o envolvimento das secretarias de Educação, Ação Social, Cultura e Turismo.

A concentração foi na Praça Adélio Lubiana, às 8h, com uma belíssima apresentação feita pelo Coral do Centro de Convivência do Idoso. De lá, os participantes seguiram pela ponte Cristiano Dias Lopes ruas do Centro de Nova Venécia. Além de secretários municipais, vereadores e servidores, o movimento contou com a participação de alunos de escolas do município e Multivix.

Faixas, cartazes, balões e laços amarelos foram carregados com a proposta de levar a comunidade a refletir sobre o assunto. Também foi feita panfletagem com materiais informativos e orientações sobre como lidar com uma pessoa que está com quadro depressivo, no intuito de evitar que tire a própria vida.

O prefeito de Nova Venécia, Lubiana Barrigueira, participou da mobilização. “Nosso objetivo é alertar a comunidade para a importância da valorização da vida, pois o suicídio é um problema de saúde pública que deve ser combatido. As pessoas precisam estar informadas e atentas aos sinais que são dados por aqueles com tendências suicidas”, afirmou o Prefeito.

Após percorrer a cidade, o movimento retornou para a Praça Adélio Lubiana, onde foi encerrado.

Considerado um problema de saúde pública no país, o suicídio está relacionado a problemas psicológicos e fatores sociais, ambientais, culturais e genéticos. Levando em consideração o levantamento do Ministério da Saúde, que 32 brasileiros tiram a própria vida diariamente e, que muitos deles são jovens, a intenção é discutir, durante todo o mês de setembro, a importância da valorização da vida com pessoas de todas as faixas etárias.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 1,3 milhão de jovens morrem no mundo a cada ano vítimas de causas evitáveis ou tratáveis. O suicídio está em segundo lugar no ranking das causas das mortes, responsável por 7,3% delas. Acidentes de trânsito são a principal causa de mortes entre jovens no mundo, com o índice de 11,6%.